II. Foi o Evangelho Sempre Conhecido, ou é uma Nova Doutrina?

Objeção 2. O apóstolo Paulo diz que o evangelho era o mistério que foi mantido em segredo desde que o mundo começou, e que em outras gerações não  foi manifestado aos filhos dos homens. [Rm 16:25; Ef 3:5]

Porque esta objeção está errada – Resposta: Essa objeção contém uma divisão incorreta, na medida em que separa coisas que não deveriam ser separadas. Porque o Apóstolo acrescenta, em conexão com  os versículos acima, uma referência conjunta ao tempo presente – “como agora”; que não deveria  ser omitida, pois mostra que em épocas anteriores o evangelho também era conhecido, embora menos claramente, e por menos pessoas, do que é hoje. A objeção também  é fraca, ao afirmar de maneira estrita, o que fora declarada a respeito de certo aspecto somente: por que não é uma  conclusão necessária, que algo fosse totalmente desconhecido em um tempo passado, apenas por agora ser mais  claramente percebido, e por muito mais pessoas. O evangelho era conhecido pelos antigos pais no Velho Testamento, embora não
tão claramente quanto para nós. Daí a importância da distinção entre as palavras epaggelia eeuanggelia como acima foi dito.

Objeção 3. A lei veio por Moisés, a graça e a verdade por Jesus Cristo. Portanto, o evangelho nãofora
sempre conhecido.  
Porque esta objeção está errada – Resposta: A graça e a verdade de fato vieram através de Cristo, a saber, no que diz respeito ao cumprimento dos tipos e à  plena exposição e à aplicação abundante das coisas que estavam anteriormente apenas prometidas  no Antigo Testamento. Mas não decorre disto que os antigos
pais e
stivessem totalmente destituídos desta graça: para com eles também a mesma graça foi aplicada por, e por conta de Cristo, que seria posteriormente manifesto na carne, embora fora dada
em menor medida a eles do que tem sido dada a nós.
Pois, qualquer que seja a graça e o conhecimento verdadeiro de Deus que já chegou aos homens, tal coisa veio através de Cristo, como se diz,O Filho unigênito, que está no seio do Pai, este o fez conhecer.“; “Ninguém vem ao Pai, senão por mim.”; “Sem mim nada podeis fazer.” [João 1:18; 14:6; 15:5].
Objeção 3.a.  Mas diz-se, a lei foi por Moisés, portanto, o Evangelho não foi dado por ele. 
Porque esta objeção está errada – RespostaIsso é assim declarado, porque era a parte principal do ofício de Moisés publicar a lei; mas ele também ensinou o evangelho, porque ele escreveu e falou de Cristo, embora mais obscuramente, como foi  mostrado aqui.  Mas era o ofícioespecial de Cristo publicar o evangelho, embora ao mesmo tempo tenha ensinado a Lei, mas nãoprincipalmente, como fizera Moisés: porque Cristo tirou da lei moral, as corrupções e alteraçõesfeitas pelos falsos mestres Ele cumpriu a lei
cerimonial, e a abrogou, juntamente com o poder judicial da lei.